GTA San Andreas

Após uma viagem que rendeu uma mudança eterna na vida de CJ, seu retorno de Liberty City à sua cidade natal não foi bem como se esperava. O assassinado de seu irmão lhe obrigou a deixar a antiga vizinhança e o trouxe de volta pelo mesmo motivo: a morte de sua mãe. Indignado com o forte crescimento da violência e drogas pelo bairro, CJ resolve assumir o controle do local, preservando a integridade de sua já reduzida família, e colocando gangues rivais em seus devidos lugares. Uma traição acaba alterando novamente o caminho de nosso protagonista, e uma série de missões o fará ter domínio absoluto sobre o distrito de San Andreas.

Chegando ao seu quinto episódio, a série Grand Thef Auto retorna com tudo no mercado de PC e consoles, num título aguardadíssimo pela audiência, e por nós, apreciadores de um fora-da-lei. Uma nova cidade (na verdade, três cidades), gráficos avançados, inovações na jogabilidade e toda a violência e atos de vandalismo que você só encontra nesta série. Bem-vindo ao GTA: San Andreas.

Não pretendendo desagradar seus milhões de usuários que se apaixonaram pelo estilo, o novo GTA não poderia de qualquer forma mudar seu conceito jogabilístico. Desta forma, um dos maiores atrativos acabou sendo a própria historia do jogo, e cativante que só ela, introduz um personagem principal pra lá de atípico no mundo tradicional dos games. Ex-integrante de uma gangue, CJ é um dos poucos negros que protagonizam uma trama deste porte, o que traz um grande efeito ao título. As gírias estão em maior número, os movimentos mesclam um estilo Street com BadBoys bastante acentuado, e, como se não bastasse os ingredientes de máfia, a evidência do linguajar da rua fora trazido com mais intensidade do que nos capítulos anteriores.

A liberdade de interação continua impecável e as escolhas do que fazer e qual missão seguir continuam idênticas. Entretanto para promover diferenças persuasivas e que estendesse a diversão, eis algumas novidades que vale a notificação. Uma das melhores – e mais engraçadas – é o físico a ser trabalhado, permitindo que você malhe na academia e enrijeça os músculos, desenvolvendo corpo e resistência. Da mesma forma que você pode se fortalecer, é possível entrar em estabelecimentos gastronômicos (do tipo fast food), se entupir de comidas gordurosas, e ganha o efeito exatamente contrário de tornar-se forte; uma vez gordo e mais lento, você deve se exercitar correndo para voltar a forma original para não comprometer suas destrezas. A customização do vestuário e do visual também é uma ótima sacada, permitindo fazer tatuagens, comprar e armazenar roupas no seu armário e ainda mudar o penteado e cor de cabelo, adotando um estilo mais respeitoso e cool.

Também explorado para melhor utilidade, o armamento deixou de ser simples e agora pode desenvolver precisão e potência quando mais utilizado for, o que implica numa mira exageradamente instável no começo. O mesmo vale para os veículos, fazendo com que você deva tratá-los com mais zelo, ao invés de destroçá-los em rachas desnecessários. Mais excitantes e exigentes de uma boa destreza, conduzir um carro, dominar uma moto ou pilotar um pequeno avião necessita de treinamento prévio, fazendo com que você não ignore o fato de poder aprimorar suas habilidades. Isso resulta em missões mais interessantes e que colocam em prova a eficiência do jogador, deixando de lado a simplicidade dos antigos GTAs. As próprias brigas de rua agora promovem combos e golpes, permitindo mais criatividade na hora de se encrencar com algum oponente. Isso também forçou uma IA relativamente mais interessante, porém ainda não coloca a prova a resistência do adversário; eles simplesmente reagem se forem provocados.

No demais, GTA: San Andreas continua genialmente parecido e divertido como seus antecessores. A complexidade de sua jogabilidade foi sem dúvida a melhor receita para cativar novos usuários, valendo o mesmo para os que já experimentaram as outras edições. Se antes o game não tinha muitas regras e pouco sentido afora suas missões – o que já era suficientemente bacana – agora a Rockstar parece ter colocado os eixos nas rota, e renovando algumas idéias não tão bem utilizadas por Vice City, agora esbanja um pouco mais de seriedade e desafio.

Mesmo com a possibilidade de customizar sua própria estação de rádio, entulhar suas MP3s não chega a ser tão bacana quanto as freqüências de San Andreas. Parcerias com centenas de musicas renomadas, novos e incríveis canais de rádio dão a graça e a perfeita simulação de uma grande cidade, que segue com a Rádio Rock, Rádio Soul, Talk-Shows e tantas inúmeras atrações, que a perda da atenção com a programação passa ser rotina do dia-a-dia. A dublagem continua excelente, e, como mencionado anteriormente, uma gíria mais Street fora acrescentada, dando maior destaque para os diálogos de gangues de rua. Ainda assim, a máfia continua em peso no game, e os descendentes de italianos hora ou outra acabam tomando a cena pela forte entonação e agressividade verbal gratuita.

Sem suporte oficial ao modo multiplayer. Porém, assim como nas duas versões anteriores já estão sendo produzidos Mods independentes para incluir o multiplayer ao GTA: San Andreas. Fique ligado nas news da GB para saber mais.

Expressivamente pesado, San Andreas é muito mais que quilômetros de puro concreto virtual. Além de contar com todos os usuais acessos a centenas de rodovias, estradas e ruas, edifícios inúmeros e que agora podem ser explorados internamente, carros mais diversificados e intermitentes, bairros, zonas, gangues características de algum país ou cultura, e, claro, milhares de habitantes que circulam pelo município, faz do novo GTA uma nova surpresa, embora de forma não tão intensiva. Isto porque melhoramentos visíveis são poucos, e uma pequena variância nos efeitos de luzes é o que realmente pode chamar a atenção de real mudança. Ainda assim, a qualidade de todas as edificações continua soberba, e a movimentação simultânea de tantos objetos que aparecem, pessoas e carros que vão e vêem, dos períodos do dia que retratam as manhãs, tardes e noites com exatidão, impressiona mesmo repetindo a dose vista em no game anterior. Divididos em ilhas, a qualidade dos novos cenários agradam, e um novo visual traz belos ambientes ao game. Um sistema de blur demonstra a velocidade de novos veículos, e jets, carros, helicópteros, motos e barcos sofreram bons incrementos.

Ainda que renovado, um bom PC que não economize no excesso é aconselhado para o novo GTA. Dependendo de alguns locais, a performance pode cair e comprometer uma boa taxa de frames por segundo conseguida em algum cenário anterior. Isso porque a variância entre um local e outro pode alterar drasticamente, fazendo com que a performance fique lerda de forma muito brusca, desagradando aqueles que estão no meio de alguma missão, ou simplesmente incomodando os perfeccionistas por uma maior estabilidade.

Grand Thef Auto é hoje um dos ícones que deu inicio a um gênero exclusivo dos games da atualidade, e uma marca que vende por si só. Sabe-se também que, a cada novo trabalho realizado, é certo que não haverá muitos problemas em ter o reconhecimento do público, baseado num histórico triunfante e de pleno sucesso. Entretanto, a Rockstar se demonstra uma das mais competentes desenvolvedoras em aproveitar seu melhor produto, e idéias além de mirabolantes demonstram uma das mais virtuosas produções já feitas, resultando numa continuação pra lá de empolgante. GTA: San Andreas reúne novamente as mesmas boas qualidades dos antigos GTAs, porém consegue aprimorar quesitos importantes, como um retoque no visual, um áudio mais rico e variado, e, principalmente, uma história que introduz um quase inédito protagonista negro. A jogabilidade, severamente alterada para dar mais vida as missões do game, proporciona maior desafio e interesse para o jogador, que ainda pode continuar a desobedecer a lei, mas deverá focalizar no bem estar do seu personagem.





3 Respostas

  1. e mto e ruim num da de ir nem na loja

  2. O GTA português é legallzão!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: